Destino premiado, Bonito tem localização estratégica e turismo estruturado

Piraputangas da Praça da Liberdade

Bonito - MS

Balneário Municipal Rio Formoso

Bonito - MS

Na Serra da Bodoquena, a 272 quilômetros de Campo Grande, Bonito é o mais premiado destino ecoturístico do País – no dia 05 de julho recebeu pela 14ª vez o prêmio pela revista Viagem e Turismo, da editora Abril, edição 2017/18 – destacando-se pela beleza das águas cristalinas de seus rios e seu rico ecossistema. O município é estrategicamente localizado em relação ao Pantanal e Paraguai, o que permite que visitantes ampliem seus roteiros.

Com 60% do PIB e dos empregos ligados ao turismo, Bonito conta com 5.670 leitos distribuídos entre 68 hotéis, de resort às categorias econômicas. Dentre os 36 atrativos naturais, o mais conhecido é a Gruta do Lagoa Azul, mas cada experiência reserva encantos com grutas, cachoeiras, fauna e flora exuberantes, compostas por centenas de espécies de aves, mamíferos e répteis que ocupam uma vegetação de Cerrado e Mata Atlântica.

A organização do turismo local é outro ponto alto, conta com 90 guias e mais de 50 agências de turismo. Na cidade há também agências do Banco do Brasil, Bradesco, Sicredi e Caixa Econômica Federal.

A gastronomia atende a todos os paladares, passa pela cozinha regional, com peixes e carne de jacaré, pizzarias, cozinha oriental, grelhados, massas, confeitarias, restaurantes nos hotéis e opções de self-service. O comércio, onde é destaque o artesanato indígena regional, tem horário ampliado de funcionamento e as lojas ficam abertas até às 23 horas.

Além do ecoturismo e turismo de aventura, com várias modalidades como mergulho, rapel, boia cross e arvorismo, Bonito também tem em seu forte o turismo de eventos e está equipado para recebe-los, com Centro de Convenções que comporta duas mil pessoas. De acordo com o Anuário Estatístico do Turismo de Bonito, desenvolvido pelo Bonito Convention & Visitors Bureau, o município recebeu no ano passado um fluxo turístico 4,17% superior ao ano de 2015, que gerou uma receita de aproximadamente R$ 323 milhões. A maioria dos visitantes vêm de São Paulo (32,15%), Rio de Janeiro (11,24%) e Paraná (8,96%).

Com tanto vigor natural e econômico, esperamos que a experiência do 34º CNSE seja proveitosa e inesquecível!

COMO CHEGAR AO SEU DESTINO!

GALERIA DE FOTOS

CONHECENDO O MATO GROSSO DO SUL

ARARAS

MS

Terra de gente hospitaleira e trabalhadora que transformou um dos estados mais novos do país em uma porta estratégica para o mundo.

 

São 40 anos de histórias e conquistas que renderam aos 79 municípios mais de 30% da área do estado preservada, 70% do território como espaço produtivo e outras incontáveis regiões que são fontes de recursos naturais.

E no quesito recursos naturais, Mato Grosso do Sul é campeão. Concentra ¼ de um dos mais importantes mananciais subterrâneos de água doce do mundo, além de ter a maior reserva de manganês do país e a terceira maior de ferro.

Estado com 16º melhor PIB do Brasil, dono do rebanho de gado de corte com título de melhor produtor de carne nacional. Apesar da força do agronegócio, é o setor de comércio e serviços que impulsiona o Estado, responsável por 55% do PIB, gerando 50% dos empregos.

Desenvolvimento nos quatro cantos do estado, desde o maior polo mundial de fabricação de celulose em Três Lagoas, na região leste, aos núcleos sucroenergéticos que movimentam as regiões sul e norte, liderados pelas cidades da Grande Dourados e Costa Rica. A cidade Campo Grande é considerada a 4ª melhor capital para se viver no país.

Sua maior riqueza, porém, está na diversidade da sua gente. Uma mistura das culturas do povo paraguaio e dos vizinhos bolivianos com as influências gaúchas, as raízes indígenas, o comportamento árabe e com os costumes orientais.

Diversidade que também está nos ecossistemas. Pantanal e Cerrado conferem características únicas a esse estado.

TOPO
Share This