CNSE serve cerca de 9 mil refeições nos três dias e gera mais de 100 empregos diretos na gastronomia

Não é apenas de debates e trocas de experiências que é feito um congresso, a logística é importante e exige um grande número de pessoas envolvidas. Na área da gastronomia o processo não é diferente, o presidente do Convention Bureau de Bonito (MS), Rodrigo Coinete, explica que foram servidas cerca de 9 mil refeições durante os três dias do 34º CNSE, o que gerou mais de 100 empregos diretos com equipe de cozinha e garçons.

“São cerca de 1.200 pessoas participantes, entre congressistas, acompanhantes e equipe de apoio, além de convidados. Um público exigente, acostumado com ótimos serviços em outros eventos e a gente quis fazer bonito também. São meses de preparação, cerca de 100 pessoas envolvidas na equipe, sendo 3 chefs de cozinha, e 90% de toda a equipe é mão de obra local, gerando emprego e renda para a comunidade. Também priorizamos os fornecedores locais, com insumos comprados aqui, para valorizar o comércio da cidade”, explica Coinete.

Em um período de baixa temporada no turismo de Bonito, o movimento gerado pelo Congresso é importante para a cidade. “Isso dá um impacto muito grande na economia de Bonito, movimenta hotéis, restaurantes, comércio, atrativos turísticos, enfim, movimenta toda a cadeia turística da cidade e isso é muito importante para uma região que vive do turismo”, diz.

O 34º CNSE é realizado no Centro de Convenções de Bonito-MS. O Congresso teve início na quarta-feira (23) e segue até esta sexta-feira (25). O CNSE é uma realização do Sindivarejo Campo Grande, com o apoio da Fecomércio-MS, Sesc, Senac, CNC e patrocínio do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul e do Sebrae.