Na abertura oficial do 34ºCNSE, foco em  ações cooperativas entre os sindicatos empresariais

Foi aberta oficialmente na noite desta quarta-feira, 23, a programação do 34º Congresso Nacional de Sindicatos Empresariais do Comércio de Bens e Serviços (CNSE), que acontece até o dia 25 de maio, sexta-feira, no Centro de Convenções de Bonito-MS. Uma realização do Sindivarejo Campo Grande, com o apoio da Fecomércio-MS, Sesc, Senac, CNC e patrocínio do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul e do Sebrae.

O Presidente do Sindivarejo-CG, do Sistema Fecomércio-MS e do Conselho Deliberativo do Sebrae, Edison Araújo deu as boas vindas a todos e disse que o objetivo do evento, que reúne 700 congressistas, é debater e trazer conhecimento para lideranças sindicais de todo o Brasil, que representam o setor de maior desenvolvimento da economia, responsável por setenta por cento do produto interno bruto do País. “Podemos ser fortes, alinhados a um discurso de cooperação.  Nossas condutas e estratégias para a sustentabilidade dos sindicatos nos farão fortes frente aos desafios que virão”.

O governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, lembrou que “um Congresso como este é um momento de busca de soluções. Precisamos de unidade e aqui vemos comerciantes de todo o País que têm força”.

Dentre os representantes do Sistema Comércio presentes à solenidade, estavam o diretor nacional do Sesc, Carlos Artexes Simões e o vice-presidente da CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo), Adelmir Santana, que destacou, em sua fala, sobre as mudanças do cenário e, que por isso, exigem unidade. “É preciso que os sindicatos sigam no mesmo caminho para superar dificuldades, dentre elas a burocracia e o excesso de tributos. É realmente um momento de reflexão”.

Na cerimônia de abertura, uma apresentação cultural intensa proporcionou aos participantes uma imersão às culturas e povos, falando sobre as raízes históricas daqueles que contribuíram para a formação do Mato Grosso do Sul. “Prestamos uma homenagem a todos que se dedicaram a formar um novo Estado da federação por meio da dança e apresentações musicais”, destaca Edison.

Programação – Presidentes de Sindicatos Empresariais e de Federações do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de todo o País participam de intensa programação técnica, com palestras e debates, tendo como tema central “Sindicalismo Pós-reforma Trabalhista – Novos Desafios”.

O Congresso traz importantes nomes para debater temas que permeiam o comércio de rua, shoppings, novas propostas de processo em gestão para sindicatos patronais, por meio de cases dos grupos de trabalho, durante os três dias de encontro.

A programação teve início na manhã do dia 23, com foco no intercâmbio de experiências entre os componentes de grupos de trabalho das áreas de comunicação, dos setores jurídico e executivos dos Sindicatos. Na quinta-feira (24/05), a programação técnica prevê o talk show sobre “Produtos e Serviços são a saída para o custeio sindical”, com o consultor Alberto Pereira Gaspar e com a advogada do setor sindical da CNC, Lidiane Nogueira, a partir das 8h30 horas. Na sequência, o talk show, Contribuição Sindical com a participação da especialista em direito econômico, Celita Oliveira Sousa, e com o especialista em direito tributário, João Ricardo de Pinho. Às 11 horas, o escritor José Luiz TejonMegido faz uma palestra motivacional. Ele é uma das referências nas áreas de gestão de vendas, marketing, liderança e superação humana, com livros publicados e prêmios recebidos no Brasil e na França.

No período da tarde, as palestras serão sobre o comércio de rua, shopping center, negociação coletiva, assessoria parlamentar e gestão sindical nos novos tempos.

Na sexta-feira (25/05), último dia do evento, a partir das 8h30, o painel “Negociação Coletiva em novos tempos” traz como participantes o procurador do MPT/RS, Rogério Zun Fleischmann, a negociadora patronal Carla Teresa Martins Romar, o advogado da CNC, Roberto Lopes, e o diretor da Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio – CNTC, Lourival Figueiredo Melo. O Ministro do Tribunal Superior do Trabalho – TST, Douglas Alencar Rodrigues, finaliza o congresso com a palestra magna “Aspectos Constitucionais da Reforma Trabalhista”.